Publicidade
Acompanhe:
Esportes Fato a lamentar

Jogador do Ceará relata injúria racial de torcedores do Santos em partida do Brasileirão

Insultos racistas e xenofóbicos direcionados ao atleta Fabinho aconteceram na saída do campo após a vitória do Peixe, por 2 a 1

Por Estadão Conteúdo
Última atualização: 18.10.2019 às 11:10

Atleta do Ceará relatou, além do racismo, um ato de xenofobia por parte de um torcedor do Santos Foto: Ivan Storti/Santos Futebol Clube

O meia Thiago Galhardo afirmou que o volante Fabinho, seu companheiro de equipe, foi alvo de injúria racial de torcedores na saída do gramado da Vila Belmiro na noite desta quinta-feira (18). O fato aconteceu após a vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Ceará, em duelo válido pela 26ª rodada do Brasileirão.

Em entrevista, Galhardo relatou o comportamento de torcedores em relação a Fabinho. Além disso, afirmou que insultos xenofóbicos também foram direcionados aos demais jogadores do Ceará. "Acho que eles vêm ver o espetáculo, que foi bonito, parabéns pela vitória do Santos. Mas o cara quer menosprezar o Fabinho, menosprezar a mim, fazer ato de racismo com ele, chamando de negão e vagabundo. O futebol perde a essência, o brasileiro tem que se controlar mais. O cara, embriagado, xingou a gente. Tinha que estudar mais. Falou que o Ceará joga no Norte. Ou eu não entendo muito, acho que estudei de sacanagem", disse Galhardo.

 

Sobre o jogo

O Ceará abriu vantagem no primeiro tempo, mas acabou sofrendo a virada do Santos na etapa final. O jogo terminou com bate-boca e confusão após os jogadores do Vozão reclamarem do que entenderam ser menosprezo e firula de Soteldo, que segurou a bola e deu alguns dribles nos últimos instantes do duelo.

Mais praticidade no seu dia a dia: clique aqui para receber gratuitamente notícias diretamente em seu e-mail!

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.