Publicidade
Acompanhe:
Multimídia | Galerias

O céu não é o limite

Um voo de paraglider motorizado corta os ares da cidade em pura liberdade e forma imagens que enganam a percepção do olhar

Publicada: 07.12.2019 às 09:00

De longe, um ponto amarelo corta o azul do céu. À medida em que se aproxima do solo, percebe-se o homem conduzindo o paraglider sobre construções a dezenas de metros de distância da terra. O sonho de voar acompanha o ser humano que cria recursos para sentir o vento batendo no rosto a muitos metros de altura. Voar não é natural ao homem. Natural é o desejo de alcançar o impossível, mesmo que em ilusão de ótica, aterrissando em uma antena de um prédio. O céu não é o limite para os olhos atentos da cidade.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.