Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Mundo Mundo

Avião que seguia para Antártica desaparece com 38 pessoas a bordo

Aeronave militar chilena perdeu comunicação ainda na tarde de segunda-feira (9)

Por AFP
Última atualização: 10.12.2019 às 08:39

Base Presidente Eduardo Frei Montalva, na Antártica Foto: Reprodução/ Wikimedia
Um avião militar, um Hércules C-130, que decolou na segunda-feira da cidade de Punta Arenas, sul do Chile, desapareceu com 38 pessoas a bordo no mar de Drake quando seguia para a Antártica e uma operação de busca foi iniciada, informou a Força Aérea.

A aeronave decolou às 16h55 (hora local), desta segunda-feira (9), de uma base da Força Aérea do Chilena (FACH) Chabunco em Punta Arenas, extremo austral do Chile, rumo à base Eduardo Frei na Antártica e perdeu comunicação por rádio às 18h13.

O avião foi declarado "danificado" após sete horas do incidente, informou a FACH, que indicou que o C-130 tinha combustível para permanecer no ar até 0h40 de terça-feira (10).

"Uma amerissagem é possível", afirmou Eduardo Mosqueira, comandante da IV Brigada Aérea em Punta Arenas.

Viagem de missão

A bordo do C-130 Hércules viajavam 38 pessoas - 17 tripulantes da aeronave e 21 passageiros -, incluindo 15 oficiais da FACH, três do Exército, dois funcionários da empresa privada de construção Inproser e um funcionário da Universidade de Magallanes.

As pessoas viajavam para cumprir tarefas de apoio logístico na base Eduardo Frei, a maior do Chile na Antártica: a revisão do oleoduto flutuante de abastecimento de combustível da base e o tratamento anticorrosivo das instalações.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.