Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Parobé

Homem morre atropelado na RS-239 e corpo de mulher é encontrado na casa dele

Polícia Civil investiga a relação entre os dois casos

Por Suélen Schaumloeffel
Última atualização: 10.12.2019 às 11:13

Um homem, de 41 anos, morreu após ser atropelado por um ônibus, na noite desta segunda-feira (9), na RS-239, em Parobé. O acidente aconteceu por volta das 20h30, na altura do quilômetro 42, próximo à uma fábrica de calçados. A vítima foi identificada como Sandro Daniel de Souza. 

Quando a Brigada Militar (BM) chegou ao local, o coletivo já havia sido removido da via e estava estacionado em um posto de combustível. Aos policiais militares, o motorista, de 53 anos, afirmou que trafegava no sentido Taquara-Sapiranga, quando foi surpreendido pelo homem cruzando repentinamente a rodovia. Ele afirmou não ter conseguido desviar ou frear.

O Corpo de Bombeiros socorreu a vítima até o Hospital São Francisco de Assis, onde não resistiu os ferimentos e morreu. Conforme testemunhas, Souza teria desembarcado de um veículo Ford Ka, que ficou abandonado em um barranco e depois foi recolhido por familiares.

Mulher morta na casa da vítima

Cerca de três horas após a morte de Souza, policiais militares foram acionados até a casa do homem, na Rua João Knack, no bairro Guarani, em Parobé, onde familiares localizaram o corpo de uma mulher com marcas de facadas e muito sangue. A vítima foi identificada como Eliane Conceição Bernardo, 32 anos.

Conforme o registro da BM, a irmã do homem foi até a residência dele para buscar alguns documentos e encontrou a porta da casa aberta. Ao entrar na residência, se deparou com muito sangue no chão e, sobre um colchão, no chão de um dos quartos, localizou o corpo da mulher. Facas sujas de sangue foram encontradas no local do crime.

A Polícia Civil investiga os casos e ainda não confirma se há relação. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.