Publicidade
Cotidiano | Turismo Região missioneira

Turismo: passeio por São Miguel das Missões

A missões jesuíticas são Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade e atraem turistas do mundo inteiro

Por Bruna Kirsch
Publicado em: 03.11.2020 às 14:00 Última atualização: 03.11.2020 às 14:00

A Igreja foi projetada pelo arquiteto italiano Gian Battista Primolli Foto: Adobe Stock
Que tal um passeio pelo Noroeste do Estado para desbravar o sítio histórico São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões? O antigo povo de São Miguel se sobressai como o mais importante remanescente da civilização jesuítica Guarani dos Sete Povos das Missões, constituindo um dos conjuntos de arqueologia histórica mais importante do Brasil.

As evidências da civilização resultante do convívio dos jesuítas europeus com os indígenas provêm do início do século 17, época da fundação dos Sete Povos, mas sua instalação definitiva foi em 1687. As Ruínas da Igreja de São Miguel foram declaradas em 1983 como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco, e hoje são monumentos que atraem turistas do mundo inteiro.

O sítio histórico

As construções trazem elementos barrocos e peças de arte dos séculos 17 a 18 Foto: Adobe Stock
No sítio histórico São Miguel Arcanjo você encontrará um conjunto de estruturas da antiga redução (aldeia), onde se destacam:

Igreja: as ruínas da igreja constituem os vestígios mais impressionantes da redução. Foi projetada pelo arquiteto italiano Gian Battista Primolli, em estilo barroco e começou a ser construída em 1735 em pedra de arenito.

Cruz missioneira: símbolo de fé e proteção nas Missões.

Sino: está no Museu das Missões, foi feito na Redução de São João Batista e estava na torre da Igreja de São Miguel Arcanjo.

Colégio e oficinas: nas reduções havia um colégio e várias oficinas, como de escultura, pintura, música, tecelagem e ourives.

Cemitério: o cemitério dos índios ficava à direita da igreja. Nesse local, enterravam os mortos separados por sexo.

Cotiguaçu: casa grande onde viviam as viúvas que tinham tarefas, como cuidar dos órfãos.

Casas: as casas dos índios localizavam-se ao redor da praça.

Museu das Missões: projetado pelo arquiteto Lúcio Costa, foi construído em 1940 e abriga uma das mais ricas coleções de arte sacra missioneira dos séculos 17 a 18.

Espetáculo Som e Luz

O Espetáculo Som e Luz é uma narrativa que conta o nascimento, o desenvolvimento e o fim da experiência Jesuítico-Guarani. A história das Missões é contada diariamente, ao anoitecer, no Sítio Histórico São Miguel Arcanjo e é narrada por duas personagens da experiência missioneira ainda presentes no local: a igreja e a terra. O espetáculo dura cerca de 45 minutos e os ingressos custam 25 reais (crianças e idosos pagam meia entrada).

Visitação

As construções trazem elementos barrocos e peças de arte dos séculos 17 a 18 Foto: Adobe Stock
Em função da pandemia, o sítio ficou fechado de março até setembro e está passando por uma reabertura gradual, cumprindo as regras de distanciamento controlado. Por enquanto, está abrindo diariamente das 9 horas ao meio dia e das 14 às 17 horas (nas manhãs de segunda-feira fica fechado para manutenção). Os ingressos, que custam 14 reais, não estão sendo cobrados enquanto durar a pandemia. As visitas devem ser agendadas com a Secretaria de Turismo do município pelo telefone: (55) 3381-1294.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.