Publicidade
Cotidiano | Turismo Turismo

Devido à indefinição sobre regras sanitárias, cruzeiros no País são adiados

Empresa decide não fazer temporada de cruzeiros no Brasil. Mas há opções para quem deseja viajar pela água

Publicado em: 26.12.2020 às 03:00 Última atualização: 26.12.2020 às 10:04

Navios de cruzeiro não estarão no Brasil este ano, mas há pacotes em outros países Foto: Adobe Stock
Inicialmente marcada para 15 de novembro com sete embarcações, a temporada brasileira de cruzeiros em transatlânticos acabou virando um imbróglio. Após adiamentos, a temporada foi adiada para 16 de janeiro, com dois navios da MSC Cruzeiros, última que manteve programação no Brasil. No dia 23, entretanto, a companhia anunciou que devido à indefinição sobre regras sanitárias decidiu não operar na virada 2020-2021. Quem por acaso tiver adquirido pacotes será compensado.

"Temos feito cruzeiros para mais de 30 mil clientes no Mediterrâneo, desde agosto, pois nosso protocolo de saúde e segurança demonstrou que pode proteger efetivamente os hóspedes, a tripulação e as comunidades que os navios visitam", diz o diretor-geral da MSC Cruzeiros no Brasil, Adrian Ursilli. A empresa contratou uma consultoria especializada para implementar os protocolos de saúde na frota. Entretanto, em vista da demora para liberação e regulamentação do setor no País, a companhia optou por não fazer a temporada.

No entanto, há opções confirmadas para quem pretende navegar. Embarcações menores podem ser alugadas no litoral - só para turmas ou famílias - ou percorrem rios da Amazônia e do Pantanal.

O protocolo para a temporada 2020/2021 está há meses sob avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Grupo Executivo Interministerial (Gei). Em setembro, a Costa Cruzeiros já havia anunciado o cancelamento da temporada brasileira. A companhia teria três navios. (AE)

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.