Publicidade
Cotidiano | Viver com saúde Não é só nas pernas

Obstrução causada pela trombose pode ocorrer em várias partes do organismo

Coágulo pode ainda se desprender e viajar na corrente sanguínea até algum órgão

Por Adriana Lima
Publicado em: 05.10.2020 às 03:00 Última atualização: 05.10.2020 às 07:58

Se você acha que a trombose é uma doença pouco comum, o hematologista e emergencista na Unimed Vale do Sinos, Natalício Kern Filho, detalha este mal que pode atingir várias partes do corpo. "Trombose é uma condição de anormalidade no fluxo de sangue. É a doença gerada por coágulos que se formam no interior dos nossos vasos sanguíneos, sejam veias ou artérias. Se a trombose for nas veias, nas extremidades de braços e pernas ou até nas coxas, como o sangue não retorna, o paciente fica inchado, azulado e com muita dor. Esses coágulos podem se deslocar para as veias do fígado, ao tentar retornar ao coração, ou direto a uma artéria pulmonar causando embolia pulmonar. A trombose então pode acontecer em outros locais do corpo: a trombose da coxa pode parar na alça do intestino e aí o paciente vai para a Emergência com uma dor abdominal aguda, achando, por exemplo, que se trata de uma apendicite e na cirurgia se verifica o comprometimento do intestino."

Obstrução causada pela trombose pode ocorrer em várias partes do corpo Foto: Adobe Stock
E quando o coágulo se dá nas artérias? "A trombose arterial é mais séria que a venosa, pois a obstrução arterial no cérebro, por exemplo, é um acidente vascular cerebral, o AVC, na retina de um olho tira sua visão subitamente, sobre as artérias do coração um infarto, que tem suas complexidades, e em nível das artérias pulmonares, há ainda a embolia pulmonar, que tem risco de mortalidade e necessita de um tratamento intensivo", cita.

Nas tromboses venosas, é preciso hospitalizar o paciente e utilizar medicações para dissolver o trombo. Já na trombose das artérias há protocolos específicos de tratamento das doenças.

Previna-se desse mal

A mobilidade do corpo está entre os fatores de prevenção das tromboses, explica o médico. "As tromboses venosas profundas estão ligadas a fatores como imobilização prolongada, como o pós-operatório de uma cirurgia. Ainda podemos citar traumas e fraturas, especialmente no idoso que quebra o quadril ou o fêmur e fica muito tempo acamado. Existe uma tríade que define: onde há corpo parado e sangue parado, há coagulação, é um processo físico. Se for viajar por muito tempo, de ônibus por exemplo, ou os caminhoneiros que passam um longo período sentados ou aquele passageiro de muitas horas dentro de um avião, a dica é usar uma meia elástica se a viagem durar mais do que quatro horas sentado", cita.

No caso do coágulo nas artérias é preciso excluir a pressão elevada, colesterol, obesidade e eliminar o fumo, explica. "É preciso ainda investigar a trombofilia e as doenças genéticas que causam trombose. E o a anticoncepcional entra aqui", alerta as mulheres.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.