Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes | Inter VEXAME

Inter joga com um a mais, mas leva virada do Botafogo

Colorado chegou a abrir 2 a 0 no Beira-Rio

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 19.06.2022 às 20:51 Última atualização: 19.06.2022 às 21:25

O Botafogo superou a expulsão do zagueiro Philipe Sampaio, logo nos minutos iniciais, e mostrou muita força de reação ao conseguir uma virada diante do Internacional, após estar perdendo por 2 a 0, em jogo marcado por muita tensão. A vitória por 3 a 2 do time carioca, na noite deste domingo, pela 13ª rodada do Brasileirão, terminou com uma confusão generalizada no Beira-Rio.

Botafogo conquista vitória heroica dentro do Beira-Rio
Botafogo conquista vitória heroica dentro do Beira-Rio Foto: Vitor Silva/Botafogo

Com o resultado, o Internacional conheceu a primeira derrota sob o comando de Mano Menezes perdeu a oportunidade de seguir entre os líderes e terminou o dia com 21 pontos, logo atrás do G-4. O Botafogo, que conquistou o segundo triunfo consecutivo, se aproximou da zona de Libertadores, com 18.

A briga generalizada após o apito final acabou com agressões de ambos os lados. O jogador Lucas Piazon chegou a receber auxílio médico e teve o braço imobilizado. David e Cadorini não gostaram da postura do atleta e partiram para cima dele. A expectativa é que alguns jogadores sejam punidos pelo árbitro através da súmula da partida.

Embalado com Mano Menezes, o Inter aproveitou a empolgação da torcida no Beira-Rio para pressionar o Botafogo logo nos minutos iniciais. Em um lance confuso, o árbitro Sávio Pereira Sampaio, após consultar o VAR, assinalou pênalti a favor do time colorado, e expulsou o zagueiro Philipe Sampaio e o técnico Luís Castro. O defensor foi o pivô do lance, já o treinador levou o cartão vermelho por reclamação. Edenílson foi para a bola, deslocou Gatito e fez 1 a 0, aos oito minutos.

O lance gerou reclamação do próprio John Textor, que usou as redes sociais para criticar a decisão da arbitragem, apenas minutos depois do ocorrido. "Vergonhoso… Temos que limpar o futebol brasileiro. Savio Pereira Sampaio você deve renunciar pelo bem do nosso jogo."

O baque foi grande pelo lado botafoguense, que se perdeu no jogo e demorou para se reencontrar. Enquanto isso, o Colorado aproveitou o momento para ampliar aos 12 minutos. Bustos tabelou com Alan Patrick e chutou cruzado ara fazer 2 a 0. Mas o time colorado se acomodou e deixou o Botafogo crescer mesmo com um jogador a menos. Aos 18, Saravia venceu a dividida com Carlos de Pena e recolocou sua equipe de volta na partida.

Após o susto, o Internacional colocou a bola no chão, foi administrando a vantagem e por muito pouco não fez o terceiro. No arremate de Edenílson, Gatito fez um milagre. David ainda tentou no rebote, mas o goleiro botafoguense pegou mais uma. O time carioca respondeu com Vinícius Lopes, que perdeu grande oportunidade de igualar o marcador.

No segundo tempo, o que parecia ser improvável, aconteceu. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, Joel Carli desviou e Erison empatou. O gol calou o Beira-Rio e fez o Internacional sentir um duro golpe. Com isso, os ânimos se exaltaram e o jogo acabou ficando ríspido.

E o Botafogo só não venceu por detalhe. O time carioca chegou a marcar mais um gol com Erison, aos 33 minutos. No entanto, o árbitro assinalou impedimento e anulou o lance. O susto enfim fez o Internacional acordar. O time colorado cresceu no fim, mas quando não parou em Gatito, acertou o travessão com Alemão.

O Beira-Rio, entretanto, entrou em festa em cabeçada de Mercado, após cobrança de falta de Carlos de Pena, que acabou no gol, mas o excitação virou sofrimento com a marcação de impedimento. A anulação do lance balançou o Inter, que falhou no contragolpe do Botafogo. Hugo aproveitou o erro defensivo do adversário para surpreendentemente fazer 3 a 2, aos 55 minutos.

Após o gol, uma confusão se instalou no Beira-Rio. Mercado acabou expulso, ao mesmo tempo que a torcida gritava 'frangueiro' em direção ao goleiro Daniel. Apesar do apito final, a briga generalizada continuou dentro de campo.

O Internacional volta a campo no Campeonato Brasileiro na sexta-feira, quando enfrentará o Coritiba, às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). No domingo, às 16h, o Botafogo recebe o Fluminense, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 3 BOTAFOGO

INTERNACIONAL - Daniel; Bustos (Matheus Cadorini), Vitão, Mercado e Moisés (Pedro Henrique); Gabriel, Edenílson e Alan Patrick (Taison); Carlos de Pena, David (Maurício) e Wanderson (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Philipe Sampaio, Joel Carli e Klaus; Saravia (Jeffinho), Kayque, Patrick de Paula, Lucas Piazon, Vinícius Lopes (Daniel Borges) e Hugo; Erison (Matheus Nascimento). Técnico: Luís Castro.

GOLS - Edenílson, aos oito, Bustos, aos 12, e Vinícius Lopes, aos 18 minutos do primeiro tempo. Erison, aos 13, e Hugo, aos 55 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Savio Pereira Sampaio (DF)

CARTÕES AMARELOS - Carlos de Pena, Kaíque Rocha, Maurício, Moisés e Taison (Internacional); Gatito Fernández, Hugo, Joel Carli, Kayque, Klaus, Lucas Piazon e Patrick de Paula (Botafogo)

CARTÃO VERMELHO - Mercado (Internacional); Philipe Sampaio (Botafogo)

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.