Publicidade
Esportes | Aimoré Com moral

A vitória do respiro, da esperança da Série D e do sonho com a classificação

O próximo desafio do Aimoré é o Inter, no Cristo Rei, ainda com data indefinida

Por Matheus Beck
Publicado em: 06.04.2021 às 17:45 Última atualização: 06.04.2021 às 17:59

Aimoré 2 x 0 Novo Hamburgo Foto: Fernando Campos/CE Aimoré
O Aimoré venceu o Clássico do Vale realizado na segunda-feira (5) por 2 a 0 (gols de Luís Soares e Isaías). Os três pontos diante do seu principal rival, o Novo Hamburgo, se traduzem numa permanência virtual para a próxima edição da elite do Gauchão e abrem espaço para diversas possibilidades. Agora, além de trabalhar com maior tranquilidade, o técnico Gilson Maciel tem dois novos objetivos: garantir a vaga à Série D de 2022 e, posteriormente, tentar classificação entre os quatro melhores.

As duas situações são complexas. A primeira dela, é dividida com o Caxias, que tem um ponto a mais, apesar de uma partida a menos. E para a segunda ocorrer, um próximo desafio de grande dificuldade no meio do caminho. Ele será contra o Inter de Miguel Ángel Ramírez. A data está ainda em aberto, devido à incidência de jogos atrasados e também participação do Grêmio na pré-Libertadores da América.

Com dias para descanso e trabalho com o elenco, o técnico do Aimoré, Gilson Maciel, valorizou a vitória no Estádio do Cristo Rei. “Acho que 2 a 0 foi até pouco. Poderia ter sido mais. Mas o importante é ganhar, ainda mais sendo um clássico. Isso dá um fôlego, da uma atmosfera. Agora temos um tempo para oxigenar o grupo, trabalhar bastante, pois agora temos um jogo dificílimo contra o Internacional", indicou o comandante Índio.

Alento

Ainda sobre o Clássico do Vale, o técnico Gilson Maciel pontuou diversas situações. Além de comemorar a vitória, valorizou a presença de membros da torcida organizada, a Los Reyes, que recepcionaram o ônibus da delegação aimoresista e entoaram cânticos de apoio em meio à palestra pré-jogo. “Eu queria resultado. E hoje nós tivemos desempenho com resultado e foi merecedor o Aimoré sair com os três pontos”, comentou o técnico, lembrando as boas atuações contra Caxias, Juventude e Grêmio, jogos em que o Índio saiu derrotado.

Com moral

“Nós estamos montando um grupo. Estamos sentindo, montando o time durante a competição. Eu tenho notado o que a equipe gosta, desempenha, quando possui uma postura um pouco mais de pressão alta com movimentações", pontuou o treinador do Índio Capilé. Gilson exaltou o envolvimento que o Aimoré teve frente ao Anilado. "A gente teve uma postura, conseguiu envolver, ter ganho dos duelos, teve solidez na defesa. Acho que foi um dia em que a equipe esteve de parabéns. Ganhar um clássico com uma atuação dessas, da moral e agora a gente pensa em algo mais.”

Isaías e João Denoni

Questionado sobre dois jogadores, o atacante Isaías e João Denoni, Gilson os valorizou, mas os incluiu no coletivo aimoresista. “É um jogador importantíssimo, cresceu durante a competição. Tava merecendo um gol", comentou sobre Isaías, o Zazágol. “E esse gol foi apenas o coroamento da atuação que ele teve.” Sobre Denoni, valorizou a regularidade do atleta. "O Denoni é um jogador importante, que vem fazendo um grande campeonato. É um volante que entra, participa do jogo, está merecendo também um gol. Pois é um jogador com uma qualidade acima. A gente quando contratou ele sabia das suas virtudes."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.