Publicidade
Esportes | Grêmio Na memória

Título da Copa do Brasil de 2016 deu fim à espera de 15 anos

Zagueiro hamburguense Fred, campeão com o Tricolor na primeira taça da Era Arena, recorda a conquista e crê no hexa

Por Gustavo Henemann
Publicado em: 27.02.2021 às 06:04 Última atualização: 27.02.2021 às 08:09

Fred, zagueiro ex-Grêmio, foi campeão da Copa do Brasil em 2016 Foto: Lucas Uebel/Grêmio
A conquista da Copa do Brasil de 2016 recolocou o Grêmio no caminho das glórias após uma espera de 15 anos sem títulos de expressão. A primeira taça da Era Arena, inaugurada em 2012, foi também o primeiro caneco levantado pelo técnico Renato Portaluppi no seu retorno ao Tricolor. Depois vieram Libertadores (2017), Recopa Sul-Americana (2018) e tricampeonato Gaúcho (2018, 2019 e 2020).

E quem recorda bem do título da Copa do Brasil é o zagueiro hamburguense Fred, de 35 anos, e que atualmente está no Botafogo-PB e se recupera de lesão ligamentar no joelho esquerdo. Naquela temporada, Fred chegou ao Grêmio no começo de janeiro após bom desempenho no Novo Hamburgo e no Goiás em 2015. À reportagem do ABC, o jogador relembrou a conquista nacional e falou sobre sua expectativa para os confrontos com o Palmeiras na decisão da Copa do Brasil 2020.

"Na época quando cheguei no Grêmio, no início de 2016, ouvia muitos torcedores falarem que estavam carentes de títulos. Tivemos uma eliminação pesada na Libertadores para o Rosário Central (ARG), mas depois fomos coroados com a Copa do Brasil! O clube estava há 15 anos sem conquistar um título. Acredito que entrei para história do clube", destacou o zagueiro.

Em meio à temporada de 2016, o Grêmio mudou de treinador, Roger Machado por Portaluppi. Para Fred, os dois treinadores têm perfis diferentes, mas Renato, no estilo "paizão", motivou mais o vestiário. "O Roger foi um dos melhores treinadores com quem trabalhei, treinamentos da semana de alto nível sempre. E o Renato era mais um paizão. Jogou bola, conhece bem o vestiário. Acho que naquele momento da mudança não vínhamos tendo boas apresentações e com a mudança deu uma balançada positiva no grupo, a confiança voltou e aí chegamos onde queríamos", enfatizou.

Fred conta que Portaluppi repetia diariamente que o time levaria a taça em dezembro daquele ano, que veio depois do empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, na Arena, após a vitória por 3 a 1 no jogo de ida no Mineirão. "Quando o Renato chegou, sempre disse que nós conquistaríamos a Copa do Brasil. Ele enfatizava isso todos os dias, sempre falava que era muito bom dar volta olímpica. Falava para os mais jovens também que era bom ser campeão, e acho que isso foi nos deixando fortes mentalmente", reforçou.

Fred acredita em dois grandes jogos na decisão

Sobre a possibilidade da conquista do hexa sobre o atual campeão da Libertadores, Fred acredita que o título possa vir, embora o desempenho tricolor venha oscilando. "Acredito que pode ser campeão. O Grêmio quando chega em finais de Copa sabe jogar, tem jogadores experientes que gostam deste tipo de jogo. Agora do outro lado também tem uma equipe qualificada e com jogadores experientes. Acredito que serão dois grandes jogos", finalizou.

CBF confirma mudança no horário da final na Arena

Em razão da pandemia do novo coronavírus e os decretos estaduais na bandeira preta do distanciamento controlado, o governo do RS solicitou à CBF e à Globo que o primeiro jogo da final da Copa do Brasil entre Grêmio e Palmeiras, na Arena, em Porto Alegre, passasse para as 21 horas deste domingo, o que foi acatado. O duelo estava marcado para as 16 horas. A partida de volta será no dia 7, às 18 horas, em São Paulo.

A mudança de horário neste fim de semana não deve alterar muito o planejamento gremista, que busca o hexa da competição. O presidente Romildo Bolzan Júnior ainda reforçou o pedido para que os torcedores evitem aglomerações. "Não se aglomerem, não saiam na rua, façam aquilo que seja uma boa convivência, de torcer, que preserve a vida, vamos fazer desse momento uma celebração, de alegria, mas fazer também um momento de solidariedade à vida."

Para o jogo deste domingo, a principal mudança no Tricolor deve ser na meta, com Paulo Victor na vaga de Vanderlei.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.