Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Gravataí INVESTIGAÇÃO

Justiça solta suspeito de abusar de criança em pizzaria de Gravataí

Homem, de 23 anos, havia sido preso em flagrante no último domingo (10)

Publicado em: 13.10.2021 às 13:41 Última atualização: 13.10.2021 às 13:47

Foi solto o homem, de 23 anos, suspeito de abusar sexualmente de um menino de 9 anos em uma pizzaria de Gravataí. Ele havia sido preso em flagrante no último domingo (10). Conforme a Polícia Civil, a Justiça acolheu o pedido de soltura feito pelo Ministério Público (MP), que entendeu que o suspeito deveria permanecer em liberdade enquanto correm as investigações.

O caso aconteceu na noite de domingo. Segundo a Polícia, o menino, que estava na pizzaria com a família, contou à mãe, de 29 anos, que ao entrar no banheiro, junto com outra criança, de 11 anos, o homem teria os seguido e, na sequência, abusado dele, tocando em suas partes íntimas.

A mãe da vítima comunicou a gerência do estabelecimento, que chamou a Polícia. Imagens gravadas por uma câmera do local mostram o suspeito, à época funcionário do estabelecimento, entrando junto com as crianças e saindo minutos depois. 

À Polícia, o suspeito, que não teve o nome divulgado, negou as acusações e disse que, quando entrou no banheiro, deparou-se com as crianças urinando na pia e jogando água uma na outra. Ele afirmou ainda que, antes de se retirar do local, teria dado um sermão e molhado ambos para que parassem.

O caso é investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), responsável por ocorrências envolvendo crianças e adolescentes. A delegada Fernanda Generali informou que aguarda os resultados de uma perícia psíquica feita com a vítima. “Como não foi uma situação em que possa ser feita a perícia física, estamos aguardando a parte técnica para prosseguir com a investigação", detalhou.

A identidade da vítima será preservada, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.