Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Mundo EM KANDAHAR

Explosão em mesquita xiita deixa ao menos 16 mortos no Afeganistão

Número de feridos passa de 30

Por Por Redação O Estado de S. Paulo
Publicado em: 15.10.2021 às 08:45 Última atualização: 15.10.2021 às 08:46

 

 

Pelo menos 16 pessoas morreram e já passa de 30 o total de feridos após uma explosão atingir uma mesquita xiita durante as orações desta sexta-feira (15) na cidade de Kandahar, no sul do Afeganistão. A informação foi dada por uma fonte médica à AFP.

"Dezesseis corpos e 32 feridos foram levados para o hospital de Mirwais", disse um porta-voz do hospital central de Kandahar.

Uma contagem inicial havia relatado sete mortos e cerca de 15 feridos. De acordo com uma fonte da Associated Press, o número de vítimas fatais tende a aumentar.

A explosão na mesquita de Iman Bargah, que fica no centro da cidade, aconteceu durante a oração do meio-dia de sexta-feira, dia de descanso para os muçulmanos e momento em que muitas pessoas se reúnem para rezar.

Uma testemunha disse à AFP que ouviu três explosões, uma no portão principal da mesquita, outra no miradouro sul e a terceira no local onde os adoradores se lavam. A origem da explosão ainda não é conhecida.

Outra testemunha também disse que três explosões abalaram a mesquita no centro da cidade durante as orações desta sexta.

O porta-voz do Ministério do Interior, Qari Sayed Khosti, lamentou as mortes em mensagem publicada no Twitter. "Entristece-nos saber que ocorreu uma explosão numa mesquita da irmandade xiita no primeiro distrito da cidade de Kandahar, na qual vários dos nossos compatriotas foram martirizados e feridos."

E acrescentou: "As forças especiais do Emirado Islâmico chegaram à área para determinar a natureza do incidente e trazer os responsáveis à justiça."

A explosão aconteceu uma semana depois de um bombardeio numa mesquita xiita no norte do país deixar 46 pessoas mortas.

O grupo EI-K, filial afegã do Estado Islâmico, assumiu a autoria do ataque.

O grupo extremista, que se opõe aos Taleban, considera os muçulmanos xiitas como apóstatas merecedores da morte. COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.