Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo IMUNIZAÇÃO

Parcão de Novo Hamburgo tem vacinação contra a Covid-19 neste domingo

Parque Henrique Luis Roessler fica na Rua Barão de Santo Ângelo, 1787, em Hamburgo Velho

Publicado em: 23.10.2021 às 21:29 Última atualização: 24.10.2021 às 15:06

Neste domingo (24), os frequentadores do Parque Henrique Luis Roessler, o Parcão, em Novo Hamburgo, podem receber a vacina contra a Covid-19, das 13 às 17 horas. São aplicadas, exclusivamente com o imunizante da Pfizer, a primeira, segunda e a dose de reforço ao público-alvo. O Parcão fica na Rua Barão de Santo Ângelo, 1787, em Hamburgo Velho. 

Leia aqui todas as notícias sobre o coronavírus

Parcão de Novo Hamburgo, Parque Luis Henrique Roessler
Parcão de Novo Hamburgo, Parque Luis Henrique Roessler Foto: Débora Ertel/GES-Especial

Saiba quem pode se vacinar

A primeira dose será aplicada em adolescentes de 12 anos ou mais, que devem estar acompanhados pelos responsáveis, apresentar documento com foto ou certidão de nascimento. Já as pessoas de 18 anos ou mais devem apresentar documento com foto.

Já a segunda dose será para quem tomou a primeira dose até o dia 29 de agosto ou antes do imunizante da Pfizer. É necessário apresentar para completar o esquema vacinal comprovante da primeira dose e documento com foto.

terceira dose (dose de reforço) para pessoas com 60 anos ou mais que receberam a segunda dose de qualquer imunizante até o dia 24 de abril ou antes. Também para pessoas de qualquer idade com alto grau de imunossupressão que receberam a segunda dose de qualquer imunizante há 28 dias.

Os idosos devem apresentar a seguinte documentação: comprovante da segunda dose e documento com foto. Já as pessoas com imunossupressão devem apresentar laudo médico, além de comprovante da segunda dose e documento com foto. 

IMUNOSSUPRESSÃO
São consideradas pessoas com alto grau de imunossupressão nas seguintes condições:
- Imunodeficiência primária grave.
- Quimioterapia para câncer.
- Transplantados de órgão sólido ou de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras.
- Pessoas vivendo com HIV/Aids.
- Uso de corticóides em doses de 20 mg/dia de prednisona ou mais, ou equivalente, por 14 dias ou mais.
- Pacientes em hemodiálise.
- Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto-inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias), em uso das seguintes drogas modificadoras da resposta imune: Metotrexato, Leflunomida, Micofenolato de mofetila, Azatiprina, Ciclofosfamida, Ciclosporina, Tacrolimus, 6-mercaptopurina, Biológicos em geral (infliximabe, etanercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte, secukinumabe, ustekinumabe), Inibidores da JAK (tofacitinibe, baracitinibe e upadacitinibe).

 

Dose de reforço para profissionais da saúde

Também poderão receber a terceira dose no Parcão todos os profissionais da saúde que receberam a segunda dose até o dia 24 de abril ou antes de qualquer imunizante e que trabalhem em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde, ou seja, em hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias, entre outros.

Dentre eles, também estão trabalhadores de apoio a estes locais de saúde, como recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros, auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores, entre outros. Ainda poderão receber a dose de reforço os estudantes de graduação e pós-graduação das profissões de saúde desde que estejam em atividade de exposição ao coronavírus em razão de estágios curriculares e outras modalidades acadêmicas.

Para receber a dose de reforço os profissionais da saúde devem apresentar documento de identificação, comprovante da segunda dose e comprovante que trabalham em Novo Hamburgo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.