Publicidade
Notícias | Região Alerta epidemiológico

Morte de bugio por febre amarela deixa Rolante em alerta

Secretaria Municipal de Saúde reforça importância da população se vacinar contra o vírus

Por Bruna Mattana
Publicado em: 03.03.2021 às 17:13

A morte de um macaco bugio na localidade de Alto Rolante, contaminado com vírus da febre amarela, reforça a importância da vacinação contra a doença, principalmente para quem reside em Rolante e Riozinho. A Secretaria Municipal de Saúde foi notificada pelos Bombeiros Voluntários de Rolante, no dia 19 de fevereiro, sobre o recebimento do animal, que estava doente e morreu horas depois.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Ricardo Gonçalves, conforme orientação do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), todo bugio morto deve ter material coletado para pesquisa do vírus da febre amarela. "No dia 26 de fevereiro a secretaria recebeu o resultado das amostras coletadas, que confirmou positivo para o vírus da febre amarela."

Ele destaca que o único meio de prevenção à doença é a vacinação, que está sempre disponível nas salas de vacina do município. "A Febre Amarela é uma doença viral transmitida por mosquitos que habitam áreas silvestres. É uma doença com alta letalidade, prevenível através de vacina. O homem e os macacos são afetados pela doença. Os macacos são muito sensíveis ao vírus. São os primeiros a serem atingidos e são de extrema importância para o monitoramento da presença do vírus, agindo como sentinelas. Portanto, não mate os bugios", salienta Gonçalves. 

Conforme o secretário, a recomendação do Ministério da Saúde é de que seja vacinada 95% de toda população. "Precisamos fazer uma campanha muito intensa nesse sentido. Hoje temos alcançado 65% dos munícipes. Portanto, peço para que todos regularizem sua situação junto às UBSs e Sala de Vacina."  

Campanha

Em fevereiro, Rolante e Riozinho intensificaram campanha para estimular a vacinação contra a febre amarela. À época, o Estado emitiu alerta após morte de bugios contaminados na Serra. Na ocasião, o o secretário de Saúde de Riozinho, Ramão Corso, reforçou a importância da imunização não somente para os munícipes, mas para os turistas que visitarem as cidades. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.