Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Colapso

RS atinge 100% de ocupação em leitos de UTI e confirma 6,2 mil novos casos de Covid

Estado também teve outras 185 mortes relacionados à doença

Por Micheli Aguiar
Publicado em: 02.03.2021 às 16:15 Última atualização: 02.03.2021 às 16:20

Emergência e CTI Covid-19 do Clínicas de Porto Alegre Foto: Clovis S.Prates
O Rio Grande do Sul atingiu dois tristes recordes nesta terça-feira (2). Pela primeira vez, o Estado atingiu o limite de internações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), chegando a 100,2% de ocupação dos leitos distribuídos em 299 hospitais. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) também confirmou 185 mortes pela Covid.

É importante destacar, entretanto, que as mortes divulgadas hoje ocorreram, 183 delas, entre os dias 8 de fevereiro e 2 de março. Outros dois óbitos são de datas há mais de 30 dias e que só agora tiveram as notificações completadas pela SES. O dia com maior confirmação em apenas 24 horas foi em 29 de dezembro, com 144 mortes.

Ainda segundo a Secretaria, o Estado registrou hoje 6.215 novos casos, chegando a 649.678 confirmações de pacientes com Covid. O número de mortes subiu para 12.654. 

Na semana passada, a secretária estadual da Saúde, Arita Bergman afirmou que o Estado prevê que o número de mortes chegue a 200 por dia nas próximas semanas, tamanha a velocidade de contágio. 

UTIs lotadas

A lotação das UTIs chegou ao limite nesta tarde. Por volta das 16 horas, o número de pacientes em tratamento intensivo chegava a 2.824. Seis a mais que o limite dos hospitais gaúchos e o que indicava improviso para atender o aumento significativo da demanda.

Na manhã de hoje, havia 69 leitos de UTI livres. Já no domingo, a expectativa era que o número de UTIs no RS se esgotasse em 48 horas, o que se confirma na tarde desta terça. 

75% de mortes em UTIs

Em fevereiro, conforme alerta feito pela secretária estadual da Saúde, Arita Bergman, a taxa de mortalidade de pacientes com Covid foi a maior desde o início da pandemia. Segundo dados apresentados a prefeitos na semana passada, três a cada quatro pacientes internados em UTI, devido ao coronavírus, morreram.

De acordo com Arita, se o contágio não for reduzido imediatamente, em 15 de março o Rio Grande do Sul terá 15 mil mortos pela doença. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.