Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul Encontro

'Me vacinei também contra intrigas', diz ministro da Saúde em visita ao RS

É a primeira visita do ministro ao estado desde que assumiu o cargo.

Por Suélen Schaumloeffel
Publicado em: 08.04.2021 às 17:27 Última atualização: 08.04.2021 às 18:48

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, chega ao Rio Grande do Sul Foto: GES-Especial/Suélen Schaumloeffel
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que está em visita ao Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira (8), conversou brevemente com a imprensa após encontro com o governador Eduardo Leite e o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Mello, no Grupo Hospitalar Conceição, na capital gaúcha.

Leia todo o conteúdo EXCLUSIVO ASSINANTES

É a primeira visita do ministro ao estado desde que assumiu o cargo. Antes do encontro, Queiroga visitou o Instituto de Cardiologia e também uma ala com leitos recém inaugurada no Conceição para pacientes Covid.

Antes de deixar o Grupo Hospitalar, em uma conversa com jornalistas, ele destacou o trabalho pela busca pelas vacinas e não quis comentar polêmicas sobre o ritmo de vacinação, aplicações irregulares e a afirmação do ministro Onyx Lorenzoni, de que o estado estaria retendo doses em vez de distribuí-las aos municípios. "As vacinas precisam chegar aos brasileiros que precisam delas. Nós temos o PNI (Programa Nacional de Vacinação) que é o patrimônio de todos os brasileiros. Eu mesmo já me vacinei contra Covid, pois estava na linha de frente, e também me vacinei contra intrigas. Então é dever do poder público promover políticas públicas que cheguem na ponta, para atender cada um dos 220 milhões de brasileiros", disse.

Questionado sobre a utilização do tratamento precoce para os pacientes com sintomas de Covid-19 o ministro não disse o que pensa a respeitos e resumiu afirmando que “os pacientes precisam ser atendidos de maneira pronta e o tratamento compete ao médico e a ele cabe decidir o que é melhor para o seu paciente”.

Queiroga ainda destacou o papel dos laboratórios fabricantes das vacina no Brasil. "A busca por vacinas é um problema mundial, não só do Brasil. O Brasil é o quinto País que mais vacina. Não é fácil vacinar 1 milhão de pessoas por dia."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.