Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul SEGUNDA VÍTIMA DO RS

Família é informada da morte de gaúcho de São José dos Ausentes em bombardeio na Ucrânia

Primo diz que família recebeu a informação de que o local onde estava Douglas Rodrigues Búrigo, de 40 anos, foi atingido por dois mísseis

Por Juliana Flor
Publicado em: 03.07.2022 às 16:22 Última atualização: 03.07.2022 às 16:31

A família de um gaúcho, morador de São José dos Ausentes, foi informada de que ele morreu na guerra entre a Ucrânia e Rússia na madrugada entre a sexta-feira e o sábado (2). Douglas Rodrigues Búrigo, de 40 anos, é o segundo gaúcho que morreu na Ucrânia, durante o conflito que já dura quatro meses no Leste Europeu.

O gaúcho fazia trabalho humanitário no país junto a um grupo de brasileiros. No RS, Búrigo era dono de uma borracharia na cidade dos Aparados da Serra.

Douglas Rodrigues Búrigo, 40 anos, fazia trabalho humanitário na Ucrânia, segundo o primo
Douglas Rodrigues Búrigo, 40 anos, fazia trabalho humanitário na Ucrânia, segundo o primo Foto: Arquivo pessoal
A notícia da morte foi confirmada pelo deputado estadual Carlos Búrigo, primo de Douglas. Ele conta que o tio, Pedro Búrigo, pai de Douglas, recebeu contato de outros brasileiros por volta do meio-dia de ontem.  Uma pessoa, também brasileira e que comandava o serviço dele, fez o primeiro contato. Ao pai, disseram que "bombardearam a casa onde eles estavam. Eles saíram e ele [Douglas] voltou atrás de outra brasileira. Aí, caiu um outro míssil no local", descreveu Carlos. Ele também entrou em contato com a Embaixada do Brasil na Ucrânia. 

A morte ainda não foi confirmada pelo Itamaraty. A reportagem entrou em contato com o Ministério das Relações Exteriores, que informou que ainda apura o caso.

Foi "pela vontade de defender os ucranianos"

O primo conta que Douglas foi à guerra "pela vontade que tinha de defender os ucranianos dos russos". O embarque para a Ucrânia aconteceu em abril. Ele serviu por quatro anos no Exército, em Uruguaiana.

Outra brasileira teria morrido no bombardeio

Uma mulher brasileira morreu no mesmo bombardeio em Kharkiv. Segundo o portal Uol, Thalita do Valle, que se identificava nas redes sociais como advogada de São Paulo, seria a brasileira que Douglas voltou para buscar no alojamento atingido pelos mísseis. 

Primeiro gaúcho morto na guerra

André Hack Bahi, natural de Porto Alegre, foi o primeiro brasileiro morto na guerra entre Ucrânia e Rússia. No dia 9 de junho, o Ministério das Relações Exteriores confirmou a morte de Bahi, de 43 anos, que combatia ao lado das tropas ucranianas na região do Donbas. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.