Publicidade
Opinião Opinião

STF: Os ministros eleitores

Por Ivar Hartmann
Publicado em: 01.04.2021 às 03:00 Última atualização: 01.04.2021 às 08:52

Bastou a decisão inglória do STF que possibilita a Lula ser candidato em 2022 e o Bolsonaro mudou de atitude: passou a usar máscara, defende a vacina e compra milhões de doses. Coisa impensada até há poucos meses, quando minimizava as mortes de 250 mil brasileiros que agora já são mais de 300 mil.

Será que as famílias destes mortos irão votar nele? É a pergunta que não canso de me fazer. Sim, não gostamos do Dória, mas ao contrário dos seus inimigos, temos que reconhecer que ele e suas ações para comprar a vacina chinesa e produzi-la no Butantan foram o passo fundamental para que o Ministério da Saúde e Bolsô resolvessem correr às compras no mercado internacional. Fato até poucos meses antes impensado pelo presidente. Na pandemia o Brasil está à mercê dos apetites para 2022. Que inclui o Centrão concluir que Bolsô não é o melhor e desistir dele apoiando outro.

Dilma, uma vez, quando era presidente, quis fazer do ladrão e corrupto Lula seu ministro. Para que ele escapasse da prisão da Lava Jato. Moro, mais inteligente, deixou vazar a conversa entre Lula e Dilma na qual ela dizia que iria nomeá-lo para que ele escapasse. Escândalo nacional.

A nomeação não pôde ser feita e Lula foi para o lugar onde deveria estar, não fora a benevolência com que alguns ministros do STF, que devem seu emprego a ele, tratam as causas do PT. Seria a sigla certa SPTF? Como Lula, o incompetente ex-ministro Pazzuelo, a quem o Brasil deve a disseminação da cepa Manaus do vírus chinês, que está matando aos milhares os gaúchos, quer um ministério para se garantir dos inquéritos em andamento contra ale. Vai ganhar. Para que servem os amigos?


O artigo publicado neste espaço é opinião pessoal e de inteira responsabilidade de seu autor. Por razões de clareza ou espaço poderão ser publicados resumidamente. Artigos podem ser enviados para opiniao@gruposinos.com.br
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.